Terça-feira, Dezembro 23, 2003

Olá, fantasmas da web, como vão vocês? Eu vim aqui apenas para dizer... O amor é tudo, não é? Damos tudo, devemos tudo, jogamos tudo para o alto em função do amor. Desistimos da liberdade, da alegria infinita, do melhor dia das nossas vidas, porque sabemos que se desistirmos do amor aquele dia será único e fútil, mas se preferirmos amar com todas as nossas forças, dias ainda melhorexs virão, e serão muitos... O amor é uma coisa curiosa, não? Não nos dá, nunca, dias perfeitos, mas nos leva a esquecermos as imperfeições... Sei lá, o amor é lindo...

"All you need is love, papapapapa, all you need is love, lalalalala, all you need is love, love, love is all you need.."

Segunda-feira, Dezembro 15, 2003

Bom, eu precisava passar por aqui, pois tenho um anúncio de extrema importância à declarar à soberana Voz dos Ventos Brasileiros. Portanto, pequenos lobos desatentos que sem intenção aproxegaram-se à pedra em que me deito, ouçam com atenção, e jamais se esqueçam dessas palavras:

Eu tenho uma galeria em Lothlórien.

Não, não soou forte nem impoenente como deveria soar...

EU tenho uma galeria em Loth, a Fleresta Élfica!
EU, Malikare, Malkath, Maccaly, Macally, Lobz, Mali, Maligna, Marina, Marwa, Lobinha, eu, aquela garota desencanada que nunca acreditou muito nos seus poderes, eu a Loba dasBrisas que teima em querer se espelhar no grande Lobo dos Ventos e que vos fala com tanta... Imposição... *lágrimas de emoção* Eu faço parte da floresta dos elfos... Elfwoods... I'm in ELFWOOD! Can you believe it? Check it out:

Malikare's Art Gallery

I'm soooooooo happy...

Domingo, Dezembro 14, 2003

BTW*, eu não tenho a menor idéia do que aconteceu com o post de quinta, e, não, eu não tenho NENHUMA intenção de corrigí-lo.... ¬¬''

*By The Way, para quem não sabe, "aliás".

"Because of his age and his cunning, because of his gripe and his paw,
in all that the law leaveth open, the word of the headwolf is law."

['tá, eus ei que alguns não vão entender essa frase, mas ela se refere ao outro post, ne...]
Isso pode parecer estranho para alguns, mas eu estou me sentindo mal. Má. Estou me sentindo mal por ser tão má com as pessoas... Isso pode parecer esquisito, porque eu geralmente não me importo muito. Geralmente eu só acho, faço que me importo. Às vezes eu me importo, e nessas vezes quase ninguém sabe, ou ao menos compreende. Quando eu digo que me sinto mal, muitas vezes nem é... Nào sei. Não sei sequer qual é a verdade. Não sei dizer certamente quando eu quero dizer alguma coisa ou quando eu estou dizendo por dizer. Isso é terrível, porque à vezes as pessoas acreditam em mim quando não deveriam, não poderiam, e às vezes não entendem nada quando falo com toda a certeza. Uma coisa eu tenho certeza: quando eu canto, geralmente eu quero dizer o que a música diz. Menos quando eu reclamo que a droga da música não me sai da cabeça. A droga da música... Nas outras vezes, eu fico me perguntando: "Será que as pessoas entendem o que eu quero dizer..?"... Mas a resposta é sempre a mesma... Não.

Quinta-feira, Dezembro 11, 2003

HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! HOOOOOOOWL! YAIIII! *howls euforicly* Finalmente eu cosegui mudar o raio do template!!! [tá, na verdade a responsabilidade foi do Marco e um pouco do Dan, mas isso a gente... ignora... *grins* É para se ver o poder de um #... *stares at the sky*]! YEEEHAAA! *keeps howling for a eon* 'Tou aqui vendo o Dan tentando aprender francês, que diabos... *chuckles* Eu 'tô feliz. Hoje de manhã mommys me ligou só para me dizer que meu texto tava ótimo.... Wahaha, isso é p'ra vocês verem que lôba, apesar das garras, também sabe pegar num lápis! *howls* Se bem que não foi a lápis, aliás isso atrapaplhou muito... Não gosto muito de escrever no PC.... Ainda mais textos profundos, complexos, pensados... Pensar é tão chato. Pensar cansa. Talvez os indivíduos das outras sociedades não não se assumam como indivíduos porque isso inclui pensar, de um jeito que é totalmente disnecessário. Pensar em estratégias de caça, em canções da primavera, em como subir naquela árvore alta ou aquela montanha rochosa, isso é divertido, relazante, tranqüilo... Mas nesse mundo temos que pensar em muito mais do que o realmente necessário... Temos que pensar em coisas... Confusas...

"Ye may kill for yourselves, and your mates, and your cubs as they need, and ye can;
But kill not for pleasure of killing, and seven times never kill Man!
If ye plunder his kill from a weaker, devour not all in thy pride.
Pack right is the right of the meanest, so leave him the head and the hide." - So sais the Law.

"Inneamath to rrierånn inmet gorum, soôb okuo kuchi ir baphåãn koi
Sër illii göbei ilidrit maena iterik in dôthar, med in froid, le douak."

"Teu lar é teu e nele és o rei do mundo, chamas o vazio do tudo e o nada opressor.
As pessoas não entrarão nele nem em ti, e sentirás, na tempestade, o rombo que te fazem." - balada de Terr

É mais ou menos isso... Traduzir a língua de Phep é difícil.. ¬¬

Quarta-feira, Dezembro 10, 2003

Coisas estranhas vêm acontecendo nesse pedaço bizzarro do mundo humano. Perdas irreparáaveis são esquecidas num segundo. Vidas jogadas fora não são mais matéria para algum jornal, assunto para um ou outro ensaio. No dia seguinte, todos voltam aos seus lares, ao trabalho, o qual poucos sabem para que serve, e ainda menos têm argumentos sustentáveis, voltam para a monotonia de seus lares, apenas para fugir de novo durante a madrugada, para um mundo mais interessante, onde as coisas acontecem, independente do mau humor do seu psi, do seu filho, irmão, amigo, colega. Fogem usando métodos estranhos, pouco dignos e muito ineficientes, mas tão desesperados estão os pobres humanos na sua corrida contra o mundo que nem reparam a esteira que teima em levá-los para trás, sempre para o mesmo ponto onde estavam antes. Apenas quem conseguir correr mais rápido que a esteira faz algum progresso, e mesmo assim, não pode parar jamais se não quiser jogar fora todo o seu esforço. Eles não reparam que o verdadeiro caminho não é correr contra a esteira, mas para fora dela. É lá fora, lá embaixo, depois da temida e, devo dizer, dolorosa, queda que está o chão firme, macio, em que se pode pisar sem temer, no qual se pode andar livremente.

Domingo, Dezembro 07, 2003

Eu achava que a minha toquinha era um lugar seguro e aconchegante, e que eu nunca iria trocá-la por lugar nenhum no mundo. Eu ainda acho isso. Mas parece que meu inconsciente discorda. Ontem eu quase dormi com meu jacaré que havia sido sequestrado para o Lar de Sszzass. No meio da noite alguma coisa indefinida, que hoje eu descobri ter sido a Luisa, me fez sair de lá. Até aí tudo bem. Hoje eu acordei no sofá da sala.
Como eu fui parar no sofá da sala eu não sei, e prefiro continuar na ignorância. Isso é confuso. Eu acordei como sempre que coisas assim acontecem com frio, chorando por um cobertor, me sentindo suja e estranha mas completamente confortável.
Talvez Jacala soubesse me explicar essas coisas estranhas na vida. Talvez até Cro ou Mantír fossem mais capazes. Só sei que estou com fome, de não ter comido o dia inteiro hoje, cançada e me sentindo estranhamente fraca. Afinal, eu só tenho quinze anos e não consigo sequer convencer esse raio de blogger que eu odeio helvetica...

Hoje eu fiz apenas coisas estranhas e absurdas. Foi na apresentação da Sônia Silva e me senti horrível, porque não conhecia ninguém, além do Leandro, do Beto, da Mônica, do Fábio, do Lucas, da Sônia, da Lara.... Mesmo assim saí de lá chorando, segurando lágrimas sinceras, de uma saudade profunda que me quer matar... But what can I do if can't not care that much for money? Acho que vou seguir o conselho da Nanala e começar a caçar por mim mesma... Mas como?
Por algum motivo hoje comi tão pouco que estou verde de fome e isso pouco se me dá porque estou feliz, não, com sono. Devem ser duas coisas diferentes, embora eu não possa provar.

"The lair of the wolf is his refugee, and where he has digged it too plain the council shall send him a message, and then he shall change it again."

"The jackal may follow the tiger, but, cub, when thy whiskers are grown, remember the wolf is a hunter, go forth and get food of thine own."

Sábado, Dezembro 06, 2003

Arghk. Batismo do Ennzo, aniversário do Pedro, lançamento do livro... Por que todo o mundo parece querer fazer coisas hoje? Por que não ao menos escolhem horários diferentes? Às vezes eu queria que todo mundo se esquecesse dessas trivialidades: tempo, compromisso, sociedade, cultura... Deveríamos ser capazes de fazer o que nos desse na telha, quando nos desse na telha, dormir quando se tem sono e comer quando se tem fome. Eu discordo muito da Lei quando se fala dessas coisas:

"And remember the night is for hunting, and forget not the day is for sleep."

É ótimo caçar durante a noite e é perfeito se revigorar durante o dia, mas é ainda mais perfeito poder escolher como usar seu prórpio tempo sem remorso. Viver na mesma utopia que eu vivi antem: passar a noite em claro, tomar café, dormir, acordar para o almoço, e só então deixar o dia começar... É muuuito bom... A Lei dos Terraes diz:

"Delay not in other people's doings, and ascape from their chains of routine; you may sleep when your body is exausted, you may eat when your stomach is dim"

"Não entrai nos problemas dos outros, e escapai da prisão da rotina; dormirás quando o corpo se exaure, comerás quando a fome te ensina"
Levanto com um pouco de preguiça, o dia já anda cedo, Lobz, sair da minha toca é uma difícil missão. Parece que as paredes estão caindo, despencando sobre mim. Dia inútil, e esse blog igualmente. Então vamos updatar coisas: elfwoods, cantando a vida, tpmblog, e daqui a pouco alguma wikki page... Hoihoihoi. A única coisa realmente útil feita hoje foi começar Cábala e Dácala. Bom sábado para o primeiro de férias verdadeiras. E ainda há um livro estranho em minha toca...

"The lair of the wolf is his refugee, and where he has made him his home, not even the headwolf may enter, not even the council may come"