Segunda-feira, Outubro 24, 2005

Um pouco do meu fim de semana

Y³, palhaço, idiota, o que preferir E MUITO FELIZ PELA CLARA!!!!!!!!!!!!!!! says:
CLARA, CALARA, CLARA!!!!!!!!!!!!1

cpiochi -* "Quando você estiver precisando de alguém para conversar, nem pense em me procurar...procure sem pensar!.".* says:
XDDDD

cpiochi says:
ta calma

Lobz says:
cheers for Clarinha!!!

Y³says:
VIVA!!!
GRITEM, GENTE!

Wait on the porch until you come back home(Marie). says:
YUHUUUUUUUUUUU

Y³says:


cpiochi says:
XDDD VALEU GENTEEEE

Lobz says:
XDDD

Marie says:
=ppppp

Y³says:
como foi a prova, Clarinha?

cpiochi says:
como assim?

Y³says:
era todas as matérias?

Marie says:
tava difícil?

cpiochi says:
era todas as matérias

Lobz says:
tem 2a fase?

cpiochi says:
a area de humanas tava bem dificil (pois eh eu fui melhor em exatas EUUUU)

cpiochi says:
nopz

cpiochi says:
teve um exame especifico de desenho

cpiochi says:
e uma redação

Y³says:
Uau

Lobz says:
ah, vc tira de letra

Marie says:
mas vocÊ prestou para o que?

cpiochi says:
desing gráfico

Marie says:
ahnn que legal! em qual faculdade?


Y³has left the conversation.


cpiochi says:
belas artes

cpiochi says:
=D agora soh falta fuvest e senac

cpiochi says:
\o/

Lobz says:
vc QUER fzr qual?

cpiochi says:
senac

cpiochi says:
mas belas artes eh minha segunda opção

Marie says:
que legal!

Marie says:
=]

cpiochi says:
eh neh???

cpiochi says:
=D *mto feliz*

Marie says:
hehehe deve ser um alívio!

Diogo. cansei de entrar e sair do msn, só vou desconectar quando sair de casa! says:
desculpa minha ignorancia... mas alguma dessas faculdades é paga?

cpiochi says:
senac e belas artes

cpiochi says:
ahhhh eh bem gostoso

cpiochi says:
mas n sao caras q nem a nossa escola! Hehehe

Marie says:
é...faculdades são mais baratas

Diogo says:
tem faculdades de 6.000

cpiochi says:
eh tipo uns 800 reais a belas artes achu q eh 600....

cpiochi says:
tem mesmo

Marie says:
qual?!

Diogo says:
medicina n sei aonde

O pistoleOOOiro assassina muita gente. o presidente mata muito mais. says:
putz..

Marie. says:
acho que medicina tem que ser

cpiochi says:
eh .... sei la

Lobz says:
Acho q é mais comuns ter famílias de médicos ricas.

cpiochi says:
sim mas mesmo assim o.O moh caro

Marie. says:
Eh

cpiochi says:
tem q ter o quipamento tbm neh

Marie says:
mas acho que eu preicso ir gente

Marie says:
PARABÉNS CLARAAA!!! =]

Marie says:
Bjos

Lobz says:
Bjo


O pistoleiro assassina muita gente. o presidente assassina muito mais. has left the conversation.


Diogo says:
Tchaaau

cpiochi says:
chaus

Diogo says:
hmmn deu tempo

Diogo says:
*n deu tempo

cpiochi says:
eh neh

cpiochi says:
mas eu mandei mesmo assim

Lobz says:
*rrrr*

Lobz says:
é isso aí

cpiochi says:
^^

Lobz says:
Clara, o q uma pessoa q faz design faz da vida?

cpiochi says:
desenha

cpiochi says:
huHAUHAUAHUHA

cpiochi says:
design grafico basicamente eh

cpiochi says:
hehehe... tipo faz banners de empresas propagandas, ve o tipo de papel que eh mais indicado pra fazer folhetos livros etc

Diogo says:
a clara quando era criança brincava de desenhar...já depois decriança, brinca de desenhar...


Y³has been added to the conversation.


cpiochi says:
haham ^^ahuahauhauha

cpiochi says:
desenhar eh muito legal

Diogo says:
em vez decasinhas temfabriquinhas

cpiochi says:
vo aprender todas as manhas de tudo

Lobz says:
vc imagina a clara velhinha brincando de desenhar (a clara não passa pela idade adulta)

cpiochi says:
=D vai ser legal

Lobz says:



** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net has been added to the conversation.


cpiochi says:
(huahauhauhauhua )

Lobz says:
q irado


Eduardo, um bípede sem penas has been added to the conversation.


cpiochi says:
mali eu vo ser sempre criança

** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net says:
qq acontece??

** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net says:
ola peçoas?!

Lobz says:
então1 ^^

cpiochi says:
eu passei na belas artes squik!!!

** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net says:
aaaaaaaaaaaaaaeeeeEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

Eduardo, um bípede sem penas says:
^^) parabéns!

** Utak says:
PAREBEEEEEEEENNSSS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eduardo, says:


cpiochi says:
VALEUUUU

** Utak " says:
/momiji


Y³has left the conversation.


** Utak " says:
mario&¨luigi&&vai*

** Utak " says:
&banan2bobb)

** Utak " says:
(vaca)

** Utak " says:
lalala

Lobz says:
:)

** Utak " says:
prlk

Lobz says:
:)

Diogo says:
{panda}{spide}(בההה)Dança¨¨{kitty}

Diogo says:
aaah chega XFERG@!

cpiochi says:
hahahah eu n vejo emoticons animados nesse pc

Diogo says:
Droga

** Utak " says:
DROGA³

** Utak "says:
hehehe

** Utak " says:
mandei mtos mmmmto fofos

Lobz says:
eu ñao vejo emoticon nenhum

Lobz says:
:’

** Utak " says:
achei q estava vendo

cpiochi says:
hahahaha

Lobz says:
então basicamente vc mandou um monte de letrinhas para nós!!

Lobz says:
=^.^=

cpiochi says:
hahaahahahaha eh!

** Utak " says:
ja volto

Eduardo, um bípede sem penas says:
[-oo-]

Lobz says:
*huahuahhahuahua*

cpiochi says:
ok

cpiochi says:
e entao pessoas

cpiochi says:
como foi o fds de vcs?

Lobz says:
foi loko

Eduardo, um bípede sem penas says:
legal.

cpiochi says:
humm... linda descrição

cpiochi says:
n precisava ser em uma soh palavra ta?

Diogo says:
curto!

Lobz says:
(tipo que ontem qdo eu fui dormir tinham 11 pessoas aqui em casa e TODAS iam dormir aqui, e a maioria tinha brigado com os pais e umas 7 ou 8 estavam conversando com espíritos)

Diogo says:
bem curto! (2)

cpiochi says:
conversando com espíritos????

cpiochi says:
hauhauhauahua

cpiochi says:
poxa Diogo

cpiochi says:
qnta imaginação

Lobz says:
ah é, hje eu fiquei fazendo trabalho e brigando com o pc...

Lobz says:
mas teve churrasco, hmmmm

Lobz says:
sim, fazendo aquele jogo com copo, sabe?

cpiochi says:
ha tahhhh

Diogo says:
esverdeado e levemente aviscoso, foi tambem dodecaedronal

cpiochi says:
hehehe eu qria ter ficado mais na festa do seu mano

cpiochi says:
hUAHUHAUHAUAHUAH ta piorando

Eduardo, um bípede sem penas says:
Morango

cpiochi says:
HAUHAUHAU

cpiochi says:
eu assisti hj o jardineiro fiel

Lobz says:
ah, eu quero assistir esse filme!

Lobz says:
digo, seu fds deve ter sido terrível

cpiochi says:
eh bommm

Lobz says:
(nada descrito como "aviscoso" e "dodecaedronal" pode ser... bonitinho)

Lobz says:
a psora de hist mandou a gente ver...

cpiochi says:
eh

cpiochi says:
tem rasao

Lobz says:
eu vi esse livro outro dia

cpiochi says:
eh mto bom o filme ..... eu gostei

Lobz says:
vou ver se vejo


** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net has left the conversation.


cpiochi says:
ok ^^ve simeu

cpiochi says:
qro ver a noiva cadaver hehehe

Lobz says:
de quem é?

Lobz says:
aliás eu pciso ver estranho mundo d Jack

Eduardo, um bípede sem penas says:
eu tb.

Eduardo, um bípede sem penas says:
que bom, meu computador acabou de descongestionar.

Lobz says:
o q quer dizer "ok ^^ve simeu "?

cpiochi says:
se nunca viu??????

Lobz says:
não...

cpiochi says:
(ve sim meu)

cpiochi says:
EH MUITO BOMMM


** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net has been added to the conversation.


cpiochi says:
E TRISTEEEE

cpiochi says:
eh do tim burton!

Lobz says:
ah..

** Utak " says:
BOMDIA!

cpiochi says:
oi ches!!!

** Utak " says:
td bem clarinha?

Lobz says:
vcs não acham q essa foto do ches é mto anos 70?

Eduardo, um bípede sem penas says:
sim!

cpiochi says:
hahahaha tudo ches e sim marina

Lobz says:
ainda mais envelhecida assim

cpiochi says:
eh q ta da webcan

Diogo says:
chester night fever

Lobz says:
ah... *cara de decepão* achei q fosse efeito proposital

Lobz says:
night fever?

cpiochi says:
hauhauhauhauahUHAUHAUHAUHA

Diogo says:
you know how to show it

cpiochi says:
ehhhh a musiquinha marina

Lobz says:
ñ conheço

cpiochi says:
you know how to do it

cpiochi says:
amanha agente canta pra vc

Eduardo, um bípede sem penas says:
huahuauh chester night fever

Eduardo, um bípede sem penas says:
eu não conheco tb

Diogo says:
Saturday night fever, o filme dos beegees

Eduardo, um bípede sem penas says:
o original eu conheço, tem uma nova versão?

Diogo says:
achoquenão

cpiochi says:
temmm

Eduardo, um bípede sem penas says:
ah tá.

cpiochi says:
a do ches HAUHAUHAU

Eduardo, um bípede sem penas says:
tem? ah.

cpiochi says:
kkk

** Utak " says:
uhauhauhauha

Eduardo, um bípede sem penas says:
droga.. problemas com impressora -> reiniciar


Eduardo, um bípede sem penas has left the conversation.


** Utak " says:
hehehe

** Utak " says:
eu tive problemas com o gravador decd

cpiochi says:
gente

cpiochi says:
eu vo fecha aqu e eu tenhu q fazer umas coisa

cpiochi says:
s


cpiochi has left the conversation.


** Utak "Rubik's REVENGE! muhuhuhuhuhahahahahaha... help me"(Ugo) http://ugo.zip.net has left the conversation.


Lobz says:
então, né

Lobz says:
eu estou falando com o papai noel

Diogo says:
e eu com uma loba que por fracassar em produzir um tigre que acabou se parecendo um lobo, acabou se tornando ela mesma num tigre

Lobz says:
interessante análise

Lobz says:
mas tigres são tão fofos!

Diogo says:
que pena

Lobz says:
pena...?

Diogo says:
eles vão arrancarsuastripasecomer o resto!!

Lobz says:
...

Lobz says:
não se eu conseguir enganá-los!

Lobz says:
vide:

Lobz sends:http://averdadedamentira.blogs.sapo.pt/arquivo/pic03104_2.jpg



Lobz says:
(achei isso num site português)


Transfer of "porquinhos.jpg" is complete.


Diogo says:
"

Lobz says:
q foi?

Lobz says:
*olhar de anjinho*

Diogo says:
porque vc não vê asfigurinhas? (A)

Lobz says:
não sei

Lobz says:
eu tinha configurado p/ não aparecerem emoticons, mas mudei issso e não adiantou

Diogo says:
bom...tchau

Diogo says:
até amaha

Lobz says:
até amanhã!

Lobz says:
ou hoje

Diogo says:
opa..

Domingo, Outubro 16, 2005

Talvez alguma melancolia

O mêdo de voltar foi maior que o mêdo de ir.

Agora só quero ficar em silêncio por algum tempo
e te abraçar forte... muito forte...

...good bye blue sky
good bye blue sky
good bye...

Sexta-feira, Outubro 07, 2005

Back-up

Esses dias eu tive de passar por um susto muito forte. Vocês não sentiram, claro, mas eu senti. Minha mãe sentiu também, e deu um jeito. Um jeito difícil, talvez, difícil de encontrar, pricipalmente, ams um jeito assim Mirinha. Porque quando minha mãe quer alguma coisa, ela não desiste. E quem não desiste consegue muito mais do que quem desiste.

O que aconteceu foi que meu Windows deu pau. Não entendi muito bem o que aconteceu. Falha no registro, nào abria, não entrava. Mamãe pensou em reinstalar. Aí foi fazer o back-up das pastas, como sempre. E que é da pasta?
Nas outras não havia quase nada de importante. Não consigo imaginar nem dez arquivos que pudessem fazer falta para o Marco ou para a Giu no meu HD. Mas para mim, aqui fica o ouro: os textos, os poemas, os desenhos, os dragões, lobos, posts, letras de música, cartas (algumas das quais marcam mudanças importantes na minha vida), conversas...
E justamente a minha pasta mamãe não conseguia abrir.


...


Você não devem conseguir imaginar o frio na barriga que a idéia de perder tudo isso me deu. Seria quase como botar fogo no meu quarto, com os diários, agendas, cadernos antigos e fotos... Alguns e-mails descreveriam no meu peito um vazio profundo (usando uma frase de um poema que eu perderia também). Isso sem falar nos textos (até livros!) de amigos ou conhecidos. E os arquivos de frases... Mas os poemas... Os poemas...
Cheguei a fazer as contas: talvez uns 6 ou 7 estivessem no colégio ainda; uns 30 ou 40 eu pediria para os meus amigos devolverem, e outro tanto talvez estivesse registrado à mão em cadernos, agendas, etc. Mas algumas dezenas de poemas (uns 40, eu estimava) seriam perdidos para sempre. Para sempre!

E eu fiquei tão feliz quando Mamãe ligou e disse "consegui!"; e ela parecia tão feliz também, consigo, com o feito, com a salvação dos textos... Caaaaara, que alívio... ^^







Agora vou viajar. Digo, amanhã. Estou com um pouco de mêdo dessa viagem... Passar uma semana com essa gente que eu vejo todo dia, e que está sempre se enchendo o saco, brigando, se chutando, falando merda, falando bobagem... Espero que seja legal, mas estou com muito mêdo. Talvez nem seja tão divertido, mas espero muito que seja. Bom, o Luque disse para levarmos jeans para cavalgar, então alguma coisa legal vai ter :þþþþþþ Na verdade, acho que vai ser muito boa a viagem, mas... Bom, não sei. De qualquer forma, como disse o Luque, nenhum deles vai ler este blog antes de viajar, portanto...


Oh, well, bons feriados para vós rãzinhas ^^ E dêem feliz aniversário à Giulia por mim; ela faz 14 anos, é uma idade muito especial...

"And good hunting all who keep the jungle law!"

Segunda-feira, Outubro 03, 2005

Me permita sonhar um instante

Sinceramente, vocês devem estar falando a verdade... Vocês têm que estar falando a verdade....

Mas a cada vez que dizem isso me dão menos vontade de existir. A Cláudia tem razão, vivemos num mundo profundamente trágico... Um dia, a humanidade vai diminuir por conta do alto número de suicídios, e os suicidas terão razão. Não se poderá culpá-los: o mundo como eles imaginam conhecê-lo não existirá em absoluto.

Ok, eu sou uma idiota romântica. Mas se não posso acreditar que há um pouco de bondade nos olhos das pessoas que nos indicam o caminho, então de que nos serve existir a humanidade? O que me diferencia de um assassino, além da esperança de que o sorriso que estes homens me dirigem seja sincero? No dia em que eu tiver certeza de que a rua é um lugar maligno e temível, eu vou simplesmente me trancar em casa, chorando, chorando, querendo morrer, querendo gritar... E aí... Aí vou querer que você nunca tenha existido. Vou odiar a tudo e a todos... Mas não vou poder consumar meu ódio, pois restará uma qualquer coisa de cumplicidade que me fará... que me fará achar bonitinho essas pessoas lutando pela paz e pela vida... e eu vou simplesmente me unir aos suicidas, porque, como eu disse, eles terão razão.

...

Qual é o problema com o mundo? Por que as pessoas insistem em achar que viver é mais importante que sorrir?

...

Talvez eu estivesse certa: o que você quer de mim é exatamente aquilo que eu não sei dar. Você quer que eu entre no jogo, porque é impossível vencer sem jogar de acordo com as regras. Você quer que eu pense, que eu negocie, que eu planeje, que eu raciocine, que eu acredite, que eu me esforce, que eu me esconda, que eu dissimule, que eu sorria quando estou triste, que eu seja boazinha, que eu seja politicamente correta, que eu coma e ainda diga que a comida está boa.

Tudo o que eu quero é dar o fora. Eu quero chutar o balde. Eu quero rosnar pro lobo, quero brigar de faca. Não me importa mais o que é que você pensa. Eu não quero que você me dê abrigo.

Porque tudo o que eu queria era te trazer pro meu mundo, mas eu desisti, que se foda.
Eu perdi um amigo essa semana, mas ainda o amo, mesmo riscando-o da minha vida, e meus amigos de verdade simplesmente não percebem que eu quero chorar e eu não vou rir das suas idiotices, mas que se foda.
E eu queria que você viesse comigo, mas não dá, tudo bem, eu entendo, não é culpa sua, nem minha, a gente não se importa... mas eu não vou fazer esse jogo. Politicagem não é comigo. Eu quero explodir tudo, sabe? Você não sabe. Você tem raiva e chora. Eu não preciso achar que o mundo é pior ainda do que o que eu vejo. E eu não preciso fingir que está tudo bem, preciso?

Saco, perdi a hora.

Eu sei que não adianta a gente fechar os olhos... Mas então eu quero uma faca ou que seja uma arma (sim, uma arma de fogo) pra poder matar o cara que vai me dar o tiro que dizem que eu vou levar se sair na rua de madrugada. De que me vale ter medo da morte? Já não me importa, sabe? Vocês não podem ouvir meu coração, porque falam tão alto com seus automóveis e celulares... De que me vale ser filha da santa? E minha mãe nem é santa... É só mãe. É só amor.

Mas de que me valho eu mesma? Somos apenas burgueses! Nós comemos! E não gostamos ou desgotamos do que comemos; apenas comemos. Não temos qualquer outra utilidade no mundo, nossa existência é uma conseqüência, jamais uma razão. Nós comemos. Comemos. Devoramos. Até que por fim devoraremos uns aos outros. Ou a nós mesmos, tão cheios de nós que somos. Gulosos.

Um dia o Partido saberá ler os pensamentos das pessoas. Então a história terá estagnado para sempre. Até lá, me deixem acreditar que o mundo não desmoronou completamente.
Eu espero que um dia nós peguemos em armas. Mas enquanto isso não acontecer, deixem que eu devolva a minha frustração com inconseqüência! Alguém disse que acabar com a própria vida deveria ser um direito inalienável. Eu não concordo mais com isso, mas ainda acho que dar a vida por um sonho e arriscar a vida por um ideal são coisas muito diferentes, aliás opostas.

Mas enquanto o mundo é este, dá pra simplesmente me dar um abraço às vezes, e me segurar às vezes? Será que dá pra ser meu amigo às vezes? Eu não espero mais nada da vida... Nem alegria nem dificuldade... Nem nada. Só um vazio e um grito contido.

Enquanto estamos nisto, acho que eu vou... simplesmente... aprender a viver, sabe? Ou aprender a pedir ajuda, ou a sobreviver sozinha. Sobreviver sozinha. Porque nem sempre você estará lá, e eu sei. Você tem a sua própria vida pra viver. E sempre haverá um dia em que eu estarei completamente sozinha com meus demônios.

Então, tudo o que eu posso fazer é ser forte. Mesmo que a luta esteja perdida. Mesmo sem dobrar.
"Quando eu chego em casa nada me consola
Você está sempre aflita
Com lágrimas nos olhos, de cortar cebola
Você é tão bonita
Você traz a coca-cola eu tomo
Você bota a mesa, eu como
eu como, eu como, eu como, eu como
Você
Não está entendendo quase nada do que eu digo
Eu quero ir-me embora
Eu quero é dar o fora
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo

Eu me sento, eu fumo, eu como, eu não aguento
Você está tão curtida
Eu quero tocar fogo neste apartamento
Você não acredita
Traz meu café com suita eu tomo
Bota a sobremesa eu como
eu como, eu como, eu como, eu como
Você
Tem que saber que eu quero correr mundo, correr perigo
Eu quero é ir-me embora
Eu quero dar o fora
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo
E quero que você venha comigo"

Para o Bruno: isso é mau-humor. Veja a diferença. ¬¬

Domingo, Outubro 02, 2005

De Noite

Ontem (ou anteontem, quando caminhei do Teatro do Colégio até a portaria, à 23h00 de uma sexta-feira, até me passou pela cabeça a loucura que estava prestes a fazer. Afinal, estava tarde e escuro, as ruas estavam vazias, e eu sabia que há alpenas alguns dias um homem fora baleado logo ali do lado. Entretanto, talvez eu seja, como todo o mundo, uma dessas pessoas que não acreditam numa coisa até que ela se prove verdadeira aos meus olhos - e me parecia absurdo o perigo que eu sabia, racionalmente, existir. Foiuma certa indignação e uma certa saudade que me fizeram seguir em frente, sozinha. Levava um sorriso no rosto: afinal, andar pela cidade à noite é um dos meus grandes prazeres. Saudade eu tinha do tempo em que brincava na rua, em Santo Amaro. Seqüestro sempre me parecera coisa de Hollywood; assassinatos também. Eu inocentemente desejava um mundo que só existe em pequenas ou turísticas cidades, e olhe lá. Uma indignação profunda. Eu não agüento mais, sabe? viver prisioneira em minha prórpria casa, obrigada a conviver unicamente com gente parecida comigo porque, afinal, é perigoso demais ir para qualquer lugar onde haja gente diferente. Foi com essa dor no peito que eu fui em frente, um samba de Noel Rosa. O samba não é uma música alegre nascida da dor? A vida é assim, sofremos e entretanto dançamos. "Que se dane, que se dane..."

"O orvalho vem caindo, vai molhar o meu chapéu
e também văo sumindo as estrelas lá no céu
Tenho passado tăo mal, a minha cama é uma folha de jornal

Meu cortinado é o vasto céu de anil
e o meu despertador é o guarda-civil
(Que o salário ainda năo viu)

mas o orvalho vem caindo...
vai molhar o meu chapéu...
"


Por isso segui em frente cantarolando as musiquinhas do Noel. "Que se dane", pensei lá comigo mesma, "tenho tanto a perder que se perder um pouco ainda tenho muito, e perdendo muito ainda resta um pouco!"

Às vezes, sabe, sinto um pouco de falta de morar numa casa pequena como aquelas da Lemos Conde (que aliás nem são tão pequenas assim), de ter só uma TV, só uma bicicleta... Essa imponência toda das casas de pinheiros me casa um desconforto, um certo nojo. Prepotância. Uma vez eu disse pra Calulu que eu me sentia um pouco presa quando estava na casa dela, e ela achou que eu estivesse dizendo que a casa dela era pequena... mas eu só me sentia desconfortável porque era a casa de outra pessoa, porque não era minha casa. Eu me sinto um poico presa na minha casa também... porque mesmo com todo o espaço livre não posso correr, nem vagar, nem brincar, nem nada. Há muitas coisas que não se pode fazer em público. Talvez por isso nos restrinjamos tanto ao privado - afinal, entre amigos sou muito mais livre que entre quaisquer outras pessoas. Maas, voltando ao assunto, ao menos na minha casa eu posso deitar na cama e esquecer disso tudo. Na casa dos outros, é mais difícil.
Não se esqueçam de que sexta à tarde eu fui assistir ao filme Meu Tio, de Jacques Tatit, e em seguida participei de uma reflexão coletiva na qual a Cláudia disse (como sempre) muitas vezes (como sempre) que nós precisamos nos "apropriar do espaço público". Evidentemente eu queria encontrar um mundo que fosse público, e não apenas no plano virtual.

Não pensei em nada disso enquanto cominhava para a portaria do colégio. Pensava apenas que não valia a pena viver aprisionada pelas grades do mêdo - mesmo se fosse mêdo de um perigo real, e não mêdo do mêdo do mêdo de um dia encontrar um lobo. "Se algum dia eu morrer por causa da minha inconseqüência", pensei lá comigo, "vou me sentir meio idiota, mas pelo menos vou ter vivido a vida que quis".

"Live fast, dye pretty", dizia a bula daquela rapariga estranha que encontrei hoje de manhã


Mas acho que eu não posso viver a vida que eu quero. Talvez seja mesmo absurdo querer viajar para uma vila no interior com menos dinheiro do que o necessário e tentar sobreviver por lá. Talvez eu tenha que tentar alguma coisa e falhar para chegar a esse mundo em que perder dói fisicamente. Talvez essas coisas só sejam possíveis para adultos e gente de escola pública. Talvez eu devesse tentar me dar melhor com essa gente que vive e respira Alto de Pinheiros, Alfaville, Shopping Villa-Lobos, Colégio Santa Cruz. Mas eu não agüento mais conviver sempre com gente tão... tão parecida comigo, eu acho, mas no sentido ruim. Gente que vive a mesma vida que eu. Não tenho nada que me faça me sentir especial, mas tenho muito o que me faça me sentir estranha, talvez até um pouco fora de lugar.

O que me lembra que, realmente, aquela série, The O.C., consegue atrair a atenção só por causa de quatro ou cinco personagens que vêm de uma classe mais baixa que a dos outros personagens, e que por isso se destacam ou causam desconforto. Mas eu, diferentemente da Marissa, nunca quereria ir a um mall para esquecer da idéia de lavar a louça e pagar o aluguel...¬¬

(etc.)

Mas acho que eu não posso viver a vida que eu quero. Não posso tirar as grades da janela, não posso quebrar o muro do jardim (em parte porque seria difícil dormir com o barulho dos carros), não posso fazer uma porção de coisas. Talvez eu realmente não possa também andar na rua à noite. Talvez eu nem possa lutar pelos meus sonhos, mas quem sabe? acho que eu só quero alguma coisa que dê sentido a isso tudo, que vá além do "comer hoje para poder comer amanhã". Queria que alguma coisa acontecesse na minha vida, algo que me justificasse. Pode parecer estranho, mas andar sozinha simplesmente me explica a mi mesma...

Ou talvez eu simplesmente goste de correr riscos. Afinal, como podemos saber se somos fortes se nunca saímos da nossa redoma de vidro?
Às vezes eu invejo essas pessoas que têm mêdo... mas só às vezes. Mas toda a vez em que eu ando pelas ruas de São Paulo eu acredito mais na bondade humana. Não entendo porque as pessoas preferem andar de carro ou pegar ônibus, de a pé temos oportunidades incríveis de nos comunicarmos com as pessoas!

Ou talvez eu apenas queira acreditar que o que as pessoas contam é real, mas não consiga. Eu me sinto no show de Truman. É como se as pessoas repetissem sempre a mesma mentira, e ela nunca se torne verdade. Eu preciso de algo que me prove que isso tudo não é uma invenção. Tudo o que eu quero é conhecer o mundo!